sábado, 30 de maio de 2009

Zagati e seu Mini Cine Tupy

Conheça mais sobe Zagati, clicando no link abaixo:

5 comentários:

lpzinho disse...

=) Olá Armando!
Fazia tempo q eu não aparecia por aqui e sinceramente adorei os posts!!
Já havia ouvido falar algo sobre Zagati, mas caramba quantas coisas a serem descobertas!
Obrigado pelo precioso espaço disponível pra aprender, viajar e até sonhar!!
Aplausos em pé!! E abraços!!

Claudinha ੴ disse...

Olá Armando!
Acho fantástica esta paixão que leva as pessoas a manterem viva a magia. Vou conhecer mais sobre Zagati. Beijo!

lpzinho disse...

Passando por aqui para te deixar um abraço com saudade!
Espero q Vc esteja bem! Abraços!

lpzinho disse...

Olá Armando!
Bem, cá estou eu aqui para te agradecer pela visita e simpatia... mais uma vez preciosa presença no meu blog!
Obrigado de verdade, amigo!!
Pensando no que Vc me disse, andei procurando no webarchive, por arquivos antigos do seu blog pq mtos blogs a gente acha por ali, mesmo alguns já fora do ar, mas não encontrei nada do http://fetichedecinefilo.blogspot.com/ .... vou conversar com algumas amigas para ver se existe algum outro registro onde se encontrem backups de textos!
Abraços e que Deus te proteja, ilumine e guarde sempre com amor e alegria!

guilherme camara disse...

Boa dica, Armando. A história do Mini Cine Tupy faz a gente pensar que ser um exibidor de cinema é para alguns com vocação. Você pode ter um pequeno ou grande cinema, um público pobre ou rico, estar num grande ou pequeno centro, enfim, no final, é tudo questão de emoção ou sentimento em projetar os filmes. Será que o prazer é operar o equipamento, disseminar sonhos entre o público, ver as suas reações. Qual é essa vocação ? Quem pode dizer?. O Zagati é um exemplo para ser percebido e entendido.